quinta-feira, 19 de julho de 2007


"Chaplin, Charles (1889-1977)

Filho de artistas do vaudeville londrino, Chaplin teve uma infância miserável e chegou a roubar comida para sobreviver depois que seu pai abandonou a família e sua mãe foi internada como louca.
Ainda adolescente obteve emprego na companhia teatral de Fred Karno e, ao fazer uma excursão pelos Estados Unidos, em 1913, foi contratado por Mack Sennett para trabalhar na Keystone, o maior estúdio de comédias do cinema mudo.
Al, Chaplin criou o personagem que o tornaria famoso: o vagabundo, de bengala e chapéu-côco.
Em 1919 fundou a United Artists, em sociedade com Mary Pickford, Douglas Fairbanks e David W. Griffith, e passou a produzir filmes de longa-metragem. Nos anos 20 sua carreira estava no auge, mas seus problemas amorosos começaram a se agravar. Sua primeira mulher, Mildred Harris perdeu o que seria seu primeiro filho e Lita Grey, com quem se casou a seguir, o processou.
Os escândalos se seguiram, mas talvez o de maior repercussão tenha sido seu casamento, aos 56 anos, com a filha do escritor Eugene O'Neill, Oona, de 18.
Nos anos 50 foi perseguido pelo macarthismo e, após uma excursão à Europa foi impedido de retornar aos Estados Unidos. Mudou-se então para a Suíça. Anos mais tarde, os americanos tentaram se redimir concedendo-lhe um Oscar especial.
Um dos grandes gênios do cinema, Chaplin também era responsável pelas trilhas sonoras de todos os seus filmes e criou canções imortais, como "La Violetera" - de "Luzes da Cidade", "Smile" - de "Tempos Modernos" - e "Limelight" - de "Luzes da Ribalta".

Principais Filmes:

Curtas:

· Carlitos Repórter (1914)

· Idílio desfeito (1914)

· O Vagabundo (1915)

· Casa de Penhores (1916)

· Rua da Paz (1917)

· O Imigrante (1917)

· Vida de Cachorro (1918)

· Ombro, Armas! (1918)

· Idílio Campestre (1919)

· Dia de Prazer (1919)

Longas:

· O Garoto (1921)

· Os Ociosos (1921)

· Dia de Pagamento (1922)

· Pastor de Almas (1923)

· Casamento ou Luxo? (1923)

· Em Busca do Ouro (1925)

· O Circo (1928)

· Luzes da Cidade (1931)

· Tempos Modernos (1936)

· O Grande Ditador (1941)

· Monsieur Verdoux (1947)

· Luzes da Ribalta (1952)

· Um Rei em Nova York (1957)

. A Condessa de Nova York (1966)

Chaplin gostava de filmar junto com a família e rodeado de amigos. Uma observação cuidadosa da cabeceira da cama de Calvero permite descobrir, sobre a mesma, uma foto de Edna Purviance, em uma homenagem à protagonista da maioria dos curtas-metragens do cineasta. Snub Pollard também fazia parte “dos velhos tempos” e, por isso, Chaplin lhe reservou o papel de um dos músicos ambulantes que estimulam a imaginação de Calvero e o fazem recuperar a sua verdadeira natureza de vagabundo."

Fonte:Site Adoro cinema
Share/Save/Bookmark

Um comentário:

Hello disse...

hey! i'm going to cali this weekend and won't be back until september...here is the website i was talking about where i made extra summer cash. Later! the website is here