sexta-feira, 21 de outubro de 2011

OuLiPo - Brincando com as palavras ou meus primeiros exercícios de Oficina de Linguagem

(Imagem da Internet. Desconheço autor)


OFICINA DE LINGUAGEM, UFRN. Professora Ana Lúcia Moraes, 2011.

Neste exercício, devo criar textos distintos usando as palavras destacadas.(A ordem é aleatória)

Tentei criar uma história, sob a prescrição de incluir apenas umas certas 10 palavras. Imaginei um personagem e o chamei de Júlio. Em seguida o qualifiquei como um rico traficante de drogas carioca que há dois meses havia escapado de uma PRISÃO de segurança máxima, ao FLUTUAR preso a cabos que pendiam de um helicóptero em meio a saraivadas de tiros e espessa FUMAÇA. Numa manhã de domingo, ao passear pelo calçadão de Copacabana disfarçado de TRAVESTI, o nosso herói deparou-se com um ESCANDINAVO que levava seu cão, SATURNO, a passear. Como preciso sumarizar essa história, pois só disponho de dez linhas para contá-la, relato aos leitores que os dois personagens se apaixonaram e vivem muito felizes numa luxuosa CASA (leia-se mansão) em Niterói. Eu, da minha parte, encontro-me ESTATELADO numa poltrona, tentando encaixar no enredo a palavra que falta: CORRER. O jeito é correr e apelar mais uma vez ao BICO da pena e reescrever tudo de novo.

Sou um famoso TRAVESTI ESCANDINAVO. Encontro-me em minha CASA polindo distraidamente um par de botas pretas que usarei no desfile da Guarda Real nas festas de final de ano. Neste momento, pela janela vislumbro um objeto não identificado a FLUTUAR, adentrar em meio à FUMAÇA pela minha chaminé e cair ESTATELADO no chão da cozinha. 
Minha primeira reação foi CORRER para averiguar do que se tratava. A segunda, foi tentar entender as circunstâncias da aterrissagem. O que soube acerca do humanoide (era um humanoide) antes que este desse seu último suspiro foi quase nada: “Eu, após desvencilhar-me das armadilhas dos malditos anéis, escapei milagrosamente de uma PRISÃO no meu planeta SATURNO. Vaguei no espaço por mil anos-luz e...” . Sobre o delito que o levou ao cárcere, só pude captar uma vaga menção ao BICO do peito de uma bela marciana.

Eu sou João. Aquela é Maria, minha irmã gêmea. Somos filhos de um rei ESCANDINAVO chamado Cronos, ou SATURNO. Ficamos órfãos de mãe ao nascermos e temos doze anos. Maria cansou dos assédios do nosso pai e fugimos para o bosque. A FUMAÇA de uma chaminé nos chamou a atenção e começamos a CORRER até uma pequena CASA que parecia FLUTUAR em meio à floresta.
Eu sou Gregorius. Meu pai morreu de remorso por haver engravidado sua irmã. Eu fui criado por um TRAVESTI havaiano, que me encontrou boiando num barril. Fiz muito BICO para sobreviver e aos 17 anos fugi daquela PRISÃO. Perambulei em busca de minha mãe e desisti ao encontrar o reino de uma bela e madura mulher. Nos casamos e tivemos duas lindas filhas. Hoje, ESTATELADO na minha cadeira de papa, acabei com a maldição incestuosa. Recebo à distância as bençãos de minha velha mãe Maria e abençoo minhas duas filhas como se fossem minhas sobrinhas.


O próximo exercício consiste em formar um Tautograma e um Anagrama com as palavras  JABUTICABAL  e ESTRANGULAMENTO.


Meu exercício de Tautograma (criando texto utilizando apenas as letras,com repetições sonoras, da palavra, JABUTICABAL:


A jabuti babaca catuca a bila, a bala, a tuba. 'Bica' a titica, a jaca, a jia, a bacia, a tia Bia.
A Lucila atua, ataca. Taca a tábua, a lata. Acaba a luta: jaula, já!


Exercício de Anagrama (formar texto com apenas as letras constantes da palavra) ESTRANGULAMENTO:
Um terremoto em Roma no mês de maio matou o genro de Artur Garmett. Ele morreu sem glamour e sem ar, num 'trono' no Resort 'Lara'. Restou somente numa mão uma ostra sem sal e um gorro, um regalo, na outra.
Nesse momento, Artur nem gelou nem amarelou. Sem realmente amar o traste, até gostou! o gasto em 'ouro' era menor agora, arre !


Acrósticos (gosto e desgosto)


Movo as páginas deste velho livro
Ante meus olhos surge ela, a feiticeira
Capitu, dissimulada ressaca
Há muito e por tantos condenada
Ante vários tribunais absolvida
Dúvidas, para que te quero?
O Bentinho que se vire!


Poupem-me por favor desse sujeito
A ler um livro seu eu me recuso
Ulula o obvio:
Lá no bolso traseiro ele conduz
O pé do animalzinho branco


Share/Save/Bookmark

2 comentários:

Dilberto L. Rosa disse...

Santas loucuras a bico de pena, Batman! Gostei muito da primeira... E por falar em saudade, onde anda a Inês?! E o Thiago, também (para não haver ciúme, ré, ré)! Abraço, escritora (que não precisa de) teste!

www.3wae.com disse...

好車貸汽車貸款
車貸財理通‎
個人信用線上查詢
信貸
汽車高利換低息‎
銀行汽車貸款72期還款
銀行中古購車貸款
銀行二胎房貸
汽車銀行增貸